A Estratégia do Rio Transfronteiriço do Minho 2030 estabelece seu plano de ação em torno de 5 eixos

A Estratégia do Rio Transfronteiriço do Minho 2030 estabelece seu plano de ação em torno de 5 eixos

  • O órgão de participação do AECT Rio Minho validou o documento que marcará as linhas de ação da cooperação transfronteiriça para os próximos dez anos.
  • No âmbito do 0256_SMART_MINO_1_E, co-financiado pelo FEDER através do POCTEP.

O Conselho Consultivo do Agrupamento Territorial de Cooperação do Rio Minho (AECT Rio Minho), presidido pelo seu director, Uxío Benítez, reuniu-se na semana passada na Escola Superior de Ciências Empresariais de Valença para dar a sua aprovação à “Estratégia do Rio”. Miño Transfronteiriço 2030 “. Até 26 organizações da Galiza e de Portugal, incluindo câmaras de comércio e associações empresariais, participaram no encontro, que contou também com a presença da secretária de Estado do Desenvolvimento Regional do país, María do Céu Albuquerque, em representação do Ministério do Planeamento.

A Estratégia 2030 é o principal produto do projeto Smart Minho, co-financiado em 75% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através do Programa Operacional de Cooperação Espanha-Portugal 2014-2020 transfronteiriça (POCTEP 2014-2020), especificamente no seu eixo 4, destinado a melhorar a capacidade institucional e a eficiência da administração pública

O documento, desenvolvido no âmbito do projecto Smart Minho, servirá de guia para acções no domínio da cooperação transfronteiriça no território durante a próxima década.

A Estratégia Transfronteiriça do Rio Minho 2030 estabelece um plano de ação baseado em cinco eixos estratégicos: programas de governança e serviços conjuntos; Turismo sustentável e responsável; Cultura transfronteiriça; Mobilidade sustentável; e Sustentabilidade e economia inovadora. A Estratégia estabelece as bases das ações, mas é um documento vivo, uma ferramenta dinâmica para definir as ações concretas.

Fonte: POCTEP