Uma estação para controlar o caudal do rio Saa está instalada em A Pobra do Brollón

Uma estação para controlar o caudal do rio Saa está instalada em A Pobra do Brollón

A Confederação Hidrográfica do Miño-Sil concluiu os trabalhos de instalação de uma estação de controlo do caudal do rio Saa em A Pobra do Brollón. A nova estação, como especificado a partir deste organismo, está localizada na área de risco potencial significativo de inundações no município, definido no planeamento da prevenção de tais incidentes. As instalações, acrescentam, destinam-se a “facilitar o controlo e a capacidade de resposta em períodos de chuvas fortes que produzem aumentos consideráveis do fluxo”.

A obra, segundo a confederação hidrográfica, teve um orçamento de 30.075 euros e consistiu na instalação do equipamento necessário para medir e transmitir em tempo real os dados do nível da água no leito do rio Saa, bem como a pluviosidade e a temperatura da zona. As variáveis recolhidas por estes instrumentos já estão a ser recebidas automaticamente -renovação a cada cinco minutos- no centro de controlo de bacias da confederação, localizado em Ourense.

Os dados relativos ao fluxo Saa podem ser consultados na página web da confederação hidrográfica – na secção “Dados em tempo real” – bem como os das outras estações de controlo localizadas em diferentes pontos do âmbito de acção deste organismo.

 

Apoio europeu

As obras de instalação da estação de monitorização A Pobra do Brollón fazem parte dos programas conhecidos como controlo de retenção natural e medidas do projecto Risc-ML, que visa prevenir inundações e secas na bacia internacional dos rios Minho e Limia. Mais especificamente, a acção faz parte de uma acção destinada a expandir as redes de sistemas de informação hidrológica automática e a qualidade da água co-financiada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional através do programa Interreg V.